Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





45 - SOFRIDA VITÓRIA

por Fernando Ramos, em 23.05.15

 


 


SOFRIDA VITÓRIA


 



Visto-me de branco e vermelho

Dos mais requintados trajes de sedas

E caminho pró Estádio abençoado

Das belas cores vermelhas de açucenas

Cantarolando um poema ao Benfica num fado

 

Cubro-me do meu perfeito clubismo

Rodeado do vermelho das rosas renascidas

Mergulho no pólen da vida com romantismo

Vendo brotar brilhantes vitórias sentidas

 

E p´las palavras ao clube adubo a calma

Semeando versos enaltecidos

Na certeza de ele ganhar com alma

Em Estádios vistosamente coloridos

 

E vagueio ávido pelas palavras

Como um fervoroso adepto atrevido

Bebendo nas sílabas lavradas

O belo e doce símbolo destemido

 

E ao Benfica de amor me enlaço

Decifrando a sua sábia historia

À multidão oferto meu abraço

Nas noites bonitas de sofrida vitória

 

de: Fernando Ramos     -     45

 


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:05


44 - SORRINDO PELA ÁGUIA VITÓRIA

por Fernando Ramos, em 21.05.15

 


 


SORRINDO PELA ÁGUIA VITÓRIA


 



Quantas vezes vamos ao estádio a correr

P´ra ver o nosso Benfica jogar

Quantas vezes mais teremos de sofrer

Só pró Benfica outra jornada ganhar

 

Quantos voos  tem a Águia de percorrer

Antes que a criança sorria de felicidade

Só porque o seu brinquedo vai jogar

Num palco feliz colorido de liberdade

 

A resposta meu amigo adepto

está na honra e na verdade

Aquela verdade que nos querem tirar

Só porque vencemos com mérito

Com raça, na pura força imensa

Que vem bem dentro da alma

 

Quantas vitórias mais vão guardar

As camisolas tão bem amadas

Serão muitas mais, fazendo sonhar

Tantos adeptos das vestes encarnadas

 

Quantas vezes precisamos de ver a Águia voar

Pelas nuvens infinitas perto do coração

Até que nossos olhos parem de pestanejar

Por seu brilho lavar a força da razão

 

Quantas vezes teremos de olhar pró céu

Sorrindo p´lo voo da Águia Vitória

Ela é a nossa chama imensa sem o véu

Que nos cobre de alegria e glória


 


44 - Fernando Ramos





Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:30


43 - MEU BENFICA

por Fernando Ramos, em 20.05.15

  


 


MEU BENFICA




P´ra ti escrevo


Meus poemas


De incentivo


E de decepcão


E outros tantos de amor


 


 


Escrevo em poesia


Dizendo-te:


Como por vezes


Estou zangado


Porque um justo resultado


Nos foi estranhamente privado


 


Outras vezes, outras vezes


estou feliz


Muito, mesmo muito feliz


 


Sabes...


A tua história nos aconchega


E nos espreita e aquece


Docemente a alma


Deixando-nos cada vez mais


Sequiosos da tua grandeza


E dia, após dia


Sou o teu mais fiel adepto


 


Peço ao vento e à brisa


Que leve pró Estádio


A minha emoção


Os meus afagos


Os meus abraços


Ficando p´ra mim


As lágrimas


E por vezes muitas lágrimas


Mas estas de alegria


Guardando-as bem dentro de mim


Porque tu, meu Benfica


Nunca me desiludes


Nem à tua multidão


Que vibra, e sofre por ti


em cada tarde e cada noite


 


Pena é o mal que te fazem


Com invejas e inverdades


Que são o nosso desgosto


E nosso desassossego


E só os teus momentos mágicos


Nos dão força prós combater


Vincando bem no nosso símbolo


A honra, a raça, e a fascinação


De ser Benfica


 


Tu és a nossa paixão


E trilhas a chama imensa


Da nossa felicidade


Tão bela como um


Nocturno de Chopim


Ou como um poema à vida


Que nos entontece o coração


por tão bela arte que tu és


 


43 - Fernando Ramos


 

Autoria e outros dados (tags, etc)


42 - SOMOS O BENFICA

por Fernando Ramos, em 17.05.15

   


SOMOS O BENFICA


 


Num empolgante voo ondolar


Nas alturas do longo céu


A Águia desce altiva e imponente


Terminando esse vistoso momento


No sumptuoso lar,  


Seu ninho de felicidade


 


É na precisão pura e elegante


Obedecendo ás leis ancestrais


Deslumbra a sua natureza altaneira


Prós adeptos, em seus voos circulares


No maravilhoso relvado dos afectos


 


Ela é determinada


Ela é orgulhosa


Ela é a Águia da glória


Ela é o Benfica


Do sonho e da razão


Do seio de tanto bom viver


 


E nós


Somos seus fieis admiradores


Somos a sua força


Somos BENFICA a crença


Que vive p'la vitória da verdade


E ninguém nos  vence


Na honra e na dignidade


Porque nós somos o Benfica


 


42 - De: Fernando Ramos


 


 


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:40


41 - O BENFICA É A CHAMA ARDENTE

por Fernando Ramos, em 16.05.15

 


 


O BENFICA É A CHAMA ARDENTE


 



O Benfica é a chama ardente

Doce, meiga e destemida

Crepita bem dentro da gente

Ateando a alma embevecida

 

É poesia bela e comovente

Vagueando bem dentro de nós

O Benfica faz bem, e sente

Que a nossa alegria é sua voz

 

Sua camisola de vermelho quente

É bonita, confortável e colorida

Vesti-la é um sentimento crescente

Na pele de paixão desmedida

 

E no nosso coração comovente

P´lo Benfica palpita suspiros com fervor

Brilha o vermelho no interior da gente

Entrelaçado numa chama de amor

 

Que se eleva num céu superior 

E na maresia suavemente enternecida

E com a bênção de Deus Senhor

Desperta-nos a chama imensa da vida

 

de: -   Fernando Ramos        -       41


  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:58


40 - EU SOU O BENFICA

por Fernando Ramos, em 10.05.15

 


 


EU SOU O BENFICA


 


Se me conhecesses realmente
saberias que eu sou o Benfica
E digo-te do cimo


Da minha humildade
Que se quisesses
Acreditarias que sou o clube
Criado por homens sérios
Leais e de brava vontade



Sou o maravilhoso símbolo
Seguido por muitos milhões
De seres que me respeitam
E me amam com orgulho
Fascinando-me
P´la sensibilidade de quererem
Se entregarem à minha história
Repleta de bonitas vitórias
Conseguidas com dignidade
Honra, raça, e paixão


Na pura verdade desportiva


 


Se me conhecesses realmente
Saberia que o meu
E PLURIBUS UNUM
É ser verdadeiro, fiel
E estar de bem por um
E com todos


 


Se me conhecesses realmente
Saberias que este clube


É uma religião cujo seu Deus


É a mistica, e a arte de amar
Que foi criado por gente de valor
Com brio, dignidade e alegria
Bem no interior da sua sabedoria
Regada com lágrimas felizes
Nascidas da fonte do seu coração


 


Se me conhecesses realmente
Saberias que as camisolas
Vermelhas são um sagrado manto
E que a Águia imperial
Quando voa para lá das nuvens


E p´ra lá do teu coração


Apenas busca um sorriso no teu olhar
De aprovação e satisfação completa


 


Se me conhecesses realmente
Saberias que estou


Eternamente ao dispor
Dos homens de boa vontade
Com sinceridade,


E solidariedade
E que apenas peço a Deus
Que eternamente me sustente
Suavemente na palma de sua mão


 


Se me conhecesses realmente
Saberias que sou o clube do povo
Este povo que na minha história
sempre me amou,


E que faz de mim
Um dos maiores clubes do mundo
O BENFICA da chama imensa
Impregnada de amor


 


40 - de: Fernando Ramos


 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


39 - AMAR O BENFICA

por Fernando Ramos, em 08.05.15

 


 


AMAR O BENFICA 


 



Amar o Benfica é absorver poesia

Que se perpétua no coração

Inspirada p´la força da alegria

Do adepto vivendo enloquecida paixão

 

Beijar a bandeira do Benfica é se deliciar

No prazer de viver com a natureza

Das palavras doces de pronunciar

O incomensurável símbolo da pureza

 

E o amor ao Benfica não faz volta

É o verdadeiro amar p´ra sempre

Esta é a paixão que mais importa

Sonhando viver nela eternamente

Dentro do cupido do Estádio, seu destino

Que aproxima os adeptos num clamor

Dando amor ao Benfica, seu pedaço fino

Só pró ver jogar em seu rico tapete sedutor

 

De: Fernando Ramos      -    39

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:46


38 - A ÁGUIA E A BANDEIRA

por Fernando Ramos, em 07.05.15

 


 


 


A ÁGUIA E A BANDEIRA




Sonhei que no estádio voava


Sonhei, sonhei que voei


E vi a bela bandeira


Que a Águia transportava


Quando nas nuvens por ela passei




E para lá do horizonte


Bem acima, bem acima


Onde o sol mais perto vai beijar


Passei p´la Águia mesmo de fronte


Do simbolo do Benfica a balançar


 


Inigualável sensação


A que tive, e tão bem senti


Ver a bandeira do meu coração


No bico da Águia próximo de mim




E o beijo do sol caí na luz


Acordando o meu sonhar


É o destino que me conduz


Ao clube do meu amar




Eu sonhei que voava


Sonhei que não estava aqui


Hoje estou onde não estava


Estou onde eu sonhava


No Estádio donde nunca parti


 


38 - De: Fernando Ramos



Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Favoritos