Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





114 POETA DA NET

por Fernando Ramos, em 22.10.17

114 - POETA DA NET


Sou um poeta da net

que escreve até se fartar

Ela tanto me diverte

e a ti faz gozar 


Aqui venho todos os dias

com alegria e prazer

Diz lá se tu não lias

uma prosa que irei escrever


Escrevo com muita lisura

meus poemas de brincar

Na net os deixo com ternura

para meu amor se deliciar


A net é uma paixão

para nós que aqui andamos

Foi uma óptima invenção

que dela todos gostamos


Digam lá senhores do mundo,

se na net não é melhor andar

A natureza não vai ao fundo

e as pessoas, não se vão matar


Deixem-se de guerras de morrer

e a natureza descansar

As pessoas precisam de bem viver

venham mas é à net todos teclar


de; fernando ramos

4.8.2005 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:15



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Favoritos